quarta-feira, 28 setembro, 2022

Reconhecido o compromisso do Vietnã com a paz mundial

Hanói (Prensa Latina) O firme compromisso do Vietnã com a conquista e preservação da paz mundial, reiterado por seu ministro da Defesa, general Phan Van Giang, encontra hoje amplo eco na mídia nacional.

Seguir o caminho do desenvolvimento pacífico é um desejo comum da humanidade, apesar do fato de que o mundo agora enfrenta inúmeros desafios de segurança tradicionais e não tradicionais, disse Van Giang ao falar no sábado em uma sessão plenária do XIX Diálogo de Shangri-La, com com sede em Cingapura, disse a emissora A Voz do Vietnã (VOV).

Ao destacar “Vietnã comprometido em proteger a paz junto com outros países” entre suas manchetes, o portal digital do VOV também sublinhou a aspiração expressa pelo chefe militar de que todas as nações e povos do mundo gozem de paz, cooperação e desenvolvimento equitativo.

O Vietnã não se juntará a nenhuma aliança militar, nem se unirá a um país para combater outro. Também não permite que nações estrangeiras estabeleçam bases militares ou usem seu território em detrimento de outras, disse Van Giang, enfatizando que este Estado do Sudeste Asiático deseja ser um amigo e parceiro confiável para todos.

A agência de notícias VNA, por sua vez, destacou o ponto de vista do Vietnã de construir e fortalecer a capacidade de defesa nacional para salvaguardar sua pátria, proteger a paz e garantir o bem-estar do povo.

A este respeito, salientou que, segundo o ministro, o reforço da capacidade defensiva sem transparência e justa causa pode facilmente gerar suspeitas e resultar numa corrida armamentista, que prejudica a confiança entre os países e aumenta a competição estratégica.

Tal situação, acrescentou ele, inevitavelmente consumirá recursos nacionais que deveriam ser mais bem gastos na promoção do desenvolvimento socioeconômico e no enfrentamento de ameaças de segurança não tradicionais para trazer felicidade e prosperidade ao povo.

O Vietnã participa ativa e extensivamente na integração internacional e se esforça para aumentar a confiança estratégica com outros países, enfatizou Van Giang, reiterando o compromisso de sua nação de não usar nem ameaçar usar a força nas relações internacionais.

FIQUE POR DENTRO