terça-feira, 31 janeiro, 2023

Que a Independência do Vietnã encoraje o Brasil buscar a verdadeira Independência

“O Vietnã tem o direito de ser livre e independente e, com efeito, tornou-se um país livre e independente. Todo o povo do Vietnã está de­cidido a mobilizar todas as suas forças morais e materiais, a sacrificar a sua vida e seus bens para conservar seu direito à liberdade e à independência”

Declaração lida em 2 de setembro de 1945, pelo presidente Ho Chi Minh no decorrer de um encontro com meio milhão de pessoas na praça Ba Dinh, em Hanoi.

Este dia 2 de setembro, Dia da Independência da República Socialista do Vietnã, é uma data em que a Humanidade tem muito a aprender com aquele povo que derrotou o imperialismo francês, esfregando-lhe na cara seus lemas de “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”; derrotou o nazi-fascismo japonês, e, finalmente, derrotou, com a indispensável ajuda da União Soviética, a máquina assassina do imperialismo dos EUA.

Hoje, o Vietnã avança a passos largos em sua guerra contra o subdesenvolvimento, exibindo indicadores de desenvolvimento econômico e social que causam inveja a vários povos no mundo, entre eles o brasileiro.

A história não deu outra alternativa ao heroico povo do Vietnã de que levantar-se em armas seja para expulsar a arrogância da França Colonial, o carniceiro projeto Tanaka do Japão do Eixo e, expulsar também os marines dos EUA, como condição para unificar o país, assumir plenamente sua soberania e empreender com determinação e energia a superação de toda a pesada herança das ocupações criminosas que sofrera.

Comparem-se os índices de desenvolvimento econômico vietnamitas com os do Brasil e se verá como os asiáticos se industrializaram, deram um salto produtivo, avançam em novas tecnologias e, com soberania, elevam as condições de vida de seu povo, ao passo que o Brasil afunda-se n a dependência econômica cada vez maior do estrangeiro, desindustrializa-se em relação a patamares que já havia alcançado em 1980, e submete seu povo a uma exploração animalesca, em razão de sua submissão a formas neocolônias de dominação, não enfrentadas com a determinação e a coragem demonstradas pelo povo do Vietnã.

Assim sendo, a Data da Independência do Vietnã, tão próxima do Dia da Independência do Brasil, é uma lição preciosa para revelar tudo aquilo que aqui não se fez. Que independência existe no Brasil? Quando nos aproximamos de uma eleição presidencial que pode mudar os rumos do gigante tropical latino-americano, é hora de saudar e aprender da heroica conquista que o povo do Vietnã Socialista exibe a todo mundo, demonstrando que só há verdadeira independência e soberania por meio de uma plena ruptura com os laços de dominação imperial que esmagam o povo brasileiro em miséria, ignorância e opressão. Que o exemplo vietnamita inspire e encoraje  o povo brasileiro a votar com soberania e assegurar com a própria vida a independência de seu voto!

Beto Almeida, jornalista

FIQUE POR DENTRO