quinta-feira, 8 dezembro, 2022

O trampolim ideal do Vietnã para empresas empreendedoras

Hanói (Prensa Latina) O Vietnã é hoje uma plataforma de lançamento ideal para empresas empreendedoras (startups) na região, disse o cofundador e sócio-gerente do grupo Ascend Vietnam Ventures (AVV), Binh Tran.

O ecossistema de tecnologia do Vietnã ainda é jovem, seis ou sete anos em construção, então as oportunidades de capital de risco são principalmente baseadas em sementes, observou o especialista.

Tran, que em declarações ampliadas pela agência de notícias VNA considerou a meta estabelecida pelo país de ter um milhão de startups até 2020 muito ambiciosa, afirmou que, no entanto, essa meta permitiu desenvolver um plano para promover e apoiar o ecossistema empreendedor e impulsionar a economia digital.

Esse plano foi promovido por isenções fiscais em favor das pequenas e médias empresas nacionais e também contribuiu para eliminar os limites da propriedade estrangeira em determinados setores, avaliou.

Na opinião do cofundador da AVV, o elevado crescimento do Produto Interno Bruto, sete por cento ao ano nas duas décadas anteriores ao aparecimento da Covid-19, bem como a qualidade da mão de obra jovem, são fatores que tornar o Vietnã um destino atraente para investidores estrangeiros.

O país também não tem grandes corporações, que são uma barreira à entrada de novas empresas, sublinhou antes de especificar que 97 por cento das entidades no Vietname são pequenas e médias, o que cria condições equitativas e de fácil acesso.

Segundo o Centro Nacional de Inovação do Vietnã, em 2021 as empresas empreendedoras do país da Indochina mobilizaram 1,4 bilhão de dólares por meio de 165 acordos comerciais, que representaram aumentos respectivos de 894 milhões em valor e 126 em volume em relação a 2019.

O resultado positivo mostra que as atividades de venture capital estão se recuperando gradativamente, após queda em 2020 devido aos impactos da pandemia.

FIQUE POR DENTRO