quinta-feira, 9 fevereiro, 2023

Voleibolistas cubanos jogarão na liga profissional do Vietnã

Hanói, (Prensa Latina) Os jogadores cubanos de vôlei se juntarão à Liga Profissional do Vietnã, como parte do processo de ampliação da colaboração na esfera esportiva entre os dois países em curso hoje, anunciou Osvaldo Vento Montiller.

Neste momento, dois jogadores de basquete e um treinador trabalham em clubes vietnamitas, explicou o presidente do Instituto Nacional de Esportes, Educação Física e Recreação (Inder) em um encontro com grupos de solidariedade, residentes cubanos e funcionários da missão estatal.

O responsável do Inder antecipou que em breve alguns jogadores de voleibol também o farão e que Cuba também colabore com o Vietname na preparação das suas equipas de boxe e luta livre, tendo em vista os Jogos do Sudeste Asiático (SEA Games) no próximo ano no Camboja, o Jogos Asiáticos e Olimpíadas em Paris-2024.

Pretendemos também estabelecer relações de trabalho nas áreas da investigação e medicina desportiva, bem como reforçar os programas de formação académica, incluindo a pós-graduação, disse.

Vento Montiller anunciou que no início do próximo ano o Diretor Nacional de Esportes vietnamita viajará a Havana, com quem avaliará em profundidade a cooperação no campo da medicina esportiva e revisará o cumprimento da agenda de acordos bilaterais.

O presidente do Inder integra a delegação que acompanha o primeiro-ministro cubano, Manuel Marrero Cruz, numa viagem pelo Sudeste Asiático que o levará também ao Laos e ao Camboja.

Durante sua estada aqui, Vento Montiller reuniu-se com o vice-ministro do Esporte, Cultura e Turismo, Trinh Thi Thuy, a quem ratificou sua total disposição de ampliar a cooperação esportiva.

Vento Montiller apreciou o fato de que a própria vice-ministra vietnamita introduziu um novo campo de colaboração, o da medicina esportiva, no qual -disse- Cuba tem uma vasta experiência que está disposta a compartilhar.

Explicou a existência na ilha de um Instituto de Medicina Desportiva, com sede em Havana, mas com filiais em todas as províncias do país; o laboratório antidoping, certificado por 18 anos consecutivos pela Agência Mundial Antidoping, e um Centro de Pesquisas Esportivas.

No âmbito da sua agenda, o responsável do Inder manteve ainda dois encontros com o diretor-geral da Administração Desportiva e com o presidente da Federação Vietnamita de Voleibol e percorreu o Centro Nacional de Formação Desportiva e congéneres desta capital.

FIQUE POR DENTRO