segunda-feira, 20 maio, 2024

Rosatom planeja construir centro de ciência e tecnologia nuclear no Vietnã

© Sputnik / Vladimir Astapkovich

Sputnik- O contrato para a criação de um centro de ciência e tecnologia nuclear na província de Dong Nai, no Vietnã, pode ser assinado pela Rosatom e pelo Instituto de Energia Atômica do Vietnã (VINATOM) em junho de 2023, disse hoje (7) o vice-primeiro-ministro russo Dmitry Chernyshenko.

“Estamos considerando o instituto como um parceiro promissor […] para criar um Centro de Ciência e Tecnologia Nuclear, com base em um reator de pesquisa de última geração, na província de Dong Nai, junto com a corporação estatal Rosatom. O empreiteiro russo está atualmente preparando uma proposta de licitação”, disse Chernyshenko.
“Sugeriria fixar uma data conjunta para a assinatura do contrato. Da nossa parte, daremos instruções à Rosatom para que, se o concurso de licitação abrir em 18 de abril, organize tudo de maneira a assinar o contrato até essa data [junho de 2023], muito importante para os nossos dois países”.
Segundo ele, o local para o novo centro já foi selecionado, sua configuração e fonte de financiamento foram determinadas e o estudo de pré-viabilidade do projeto já foi aprovado.
Por sua vez, o diretor da VINATOM, Tran Thi Thanh, disse que o lado vietnamita tentaria concluir o contrato até a data especificada.
A construção de Centros de Ciência e Tecnologia Nuclear é um dos principais passos no desenvolvimento da energia nuclear para uso civil por parte dos países que começam a adotar essa tecnologia.
A existência de tais centros permite aos países onde eles serão construídos começar a dominar as tecnologias nucleares e sua aplicação à ciência, medicina, geologia, agricultura e outros campos, o que contribuirá para o desenvolvimento da ciência e da educação nesses países.
Modelos de reatores nucleares Brest e MBIR no estande da Rosatom - Sputnik Brasil, 1920, 06.12.2022

Ciência e sociedade

Cientistas da Rosatom desenvolvem ‘combustível nuclear do futuro’ feito por robô

Os centros poderão ser utilizados para produzir isótopos para fins médicos, esterilizar equipamentos e ferramentas médicas e realizar a chamada terapia de captura de nêutrons para o câncer.

A aplicação de tecnologias de irradiação para alimentos e produtos agrícolas em tais centros aumentará sua produtividade, protegendo-os de pragas e criando condições para aumentar as exportações desses produtos.

FIQUE POR DENTRO