terça-feira, 27 fevereiro, 2024

Promover investimentos em imóveis de agroturismo no Vietnã

Foto ilustrativa (Fonte: VNA)

No dia 25 de maio, em Hanói, realiza-se uma mesa redonda com o objetivo de apelar ao investimento imobiliário agroturístico, criando assim uma nova dinâmica para este potencial segmento.

Hanói (VNA) – No próximo dia 25 de maio, realiza-se em Hanói uma mesa redonda com o objetivo de apelar ao investimento no setor imobiliário agroturístico , criando assim uma nova dinâmica para este potencial segmento.

Será organizado pelo Centro de Desenvolvimento Imobiliário (RED Center), sob a liderança da Associação Imobiliária do Vietnã (VNREA) e do Instituto de Agricultura e Turismo.

Na cadeia de valor do turismo e dos serviços baseados na agricultura, as instalações de hospedagem com infraestrutura combinada, conveniente e moderna podem gerar o maior lucro para as localidades e atrair turistas, de acordo com o presidente da VNREA, Nguyen Van Khoi.

Com isso, espera-se que o evento conecte entidades financeiras e investidores com o mercado imobiliário agroturístico, garantindo assim a harmonia entre turismo, pesca agroflorestal e mercado imobiliário.

Pham Van Thuy, vice-diretor da Administração Nacional de Turismo do Vietnã, enfatizou a necessidade de tomar medidas mais drásticas para criar avanços neste setor.

Enquanto isso, Pham Thanh Tung, vice-diretor do Instituto de Agricultura e Turismo, destacou as vantagens do Vietnã no turismo agrícola e rural, que, segundo ele, ajudaria o país a se tornar um novo destino turístico atraente na região.

Além disso, o agroturismo rural está alinhado com a tendência de uma economia verde, circular e sustentável, e facilita as trocas internacionais nas localidades e as exportações agrícolas no local, acrescentou.

No âmbito do programa de desenvolvimento do turismo rural na construção do novo campo de estilo durante o período 2021-2025, espera-se que cada cidade e província hospede pelo menos um destino turístico relacionado à agricultura, cultura, vilas artesanais ou meio ambiente ecológico.

Especialistas em turismo avaliaram que é necessária a cooperação entre localidades, setores e empresas sob as orientações do Governo para garantir o desenvolvimento sustentável do segmento.

FIQUE POR DENTRO