domingo, 21 abril, 2024

Turismo marítimo e insular uma “mina de ouro” para a economia verde vietnamita

Foto ilustrativa (Fonte: www.tinnhanhchungkhoan.vn)

O turismo marítimo e insular é o esteio das quatro principais linhas de produtos da economia verde, um “imã” que atrai mais de 70% dos turistas internacionais ao Vietnã.

Hanoi (VNA)- O turismo marítimo e insular é o esteio das quatro principais linhas de produtos da economia verde, um “ímã” que atrai mais de 70% dos turistas internacionais ao Vietnã.

Pham Hong Long, reitor da Faculdade de Turismo da Universidade de Ciências Sociais e Humanas (Universidade Nacional de Hanói), compartilhou que o Vietnã é um país costeiro, com 3.260 quilômetros de costa, 28 províncias e cidades voltadas para o mar, 12 distritos insulares e mais de três mil ilhas, com quase 400 praias.

Os atraentes destinos marítimos e insulares do Vietnã se estendem de norte a sul; muitas praias, baías e ilhas são homenageadas entre as melhores do mundo, enfatizou, observando que, por exemplo, Ha Long Bay foi classificada como uma das novas sete maravilhas do mundo, enquanto a ilha de Phu Quoc foi listada entre as 100 mais maravilhosas destinos do mundo em 2023 pela revista americana Time.

“Não é por acaso que a Estratégia de Desenvolvimento do Turismo do Vietnã para 2025, com uma visão para 2030, orienta o turismo marítimo e insular como uma das quatro principais linhas de produtos da indústria livre de fumo do Vietnã. Enquanto isso, a Estratégia Nacional para o Desenvolvimento Sustentável da Economia do Mar para 2030, com uma visão de 2045, enfatiza que o turismo e os serviços do mar passam a ser a prioridade máxima entre os seis avanços da economia do mar. Por isso, o desenvolvimento do turismo marítimo e insular constitui uma mina de ouro da economia verde ”, disse Hong Long.

Turismo de mar e ilhas, umaTuristas estrangeiros viajam para o Vietnã em cruzeiro (Foto: VNA)

Por seu turno, Pham Ha, Presidente do Conselho de Administração do Lux Group, salientou que, segundo as estatísticas, mais de 70 por cento dos viajantes internacionais que chegam ao país optam pelo turismo marítimo e insular ; e que as 28 províncias e cidades que margeiam o mar contribuem com 71,5 por cento das receitas totais do sector do lazer.

“Através do negócio real de serviços de cruzeiros nas baías de Lan Ha, Ha Long e Nha Trang e logo Phu Quoc, percebemos que os resorts nos mares e ilhas são muito procurados por turistas nacionais e estrangeiros, especialmente após o COVID-19”, ele disse.No

entanto, apenas uma pequena parte do valor dos mares e ilhas tem sido explorada para o desenvolvimento do setor de lazer, comentou.

Por isso, explicou que, numa perspetiva de macrogestão, é necessário traçar uma estratégia e um plano mais harmonioso e sustentável para a exploração deste setor do turismo./.

FIQUE POR DENTRO