segunda-feira, 20 maio, 2024

Vietnã e Cuba: Paradigma de relações internacionais

Na história mundial contemporânea, raramente existem relações tão especiais como as entre as Partes, os Estados e os povos do Vietnã e de Cuba.

Os bons laços entre os dois povos foram construídos pelo Herói Nacional Cubano José Martí, pelo Presidente Ho Chi Minh e pelo Comandante-em-Chefe Fidel Castro, e foram diligentemente cultivados por gerações de líderes de ambas as nações.

Em 22 de fevereiro de 2003, o então primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista e presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, Fidel Castro, visitou em sua casa o General Vo Nguyen Giap, por ocasião da viagem oficial de amizade .do líder da Revolução Cubana ao Vietnã. (foto VNA)

O lendário líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, foi um líder de vanguarda no movimento internacional a favor da luta justa do povo vietnamita pela independência e unificação nacional no passado, bem como pelo seu atual empreendimento de reconstrução e proteção da Pátria.

No coração de cada vietnamita, Cuba e Fidel Castro constituem símbolos do heroísmo revolucionário, do espírito rebelde e da aspiração à liberdade e à felicidade. O povo vietnamita sempre tem fé, carinho, admiração e gratidão ao povo cubano e ao Comandante-em-Chefe.

“Pelo Vietnã, Cuba está disposta a dar até o seu próprio sangue!”: Fidel Castro

Fidel Castro visitou o Vietname três vezes, em Setembro de 1973, Dezembro de 1995 e Fevereiro de 2003. Durante a sua primeira viagem ao país indo-chinês, o Comandante-em-Chefe visitou Quang Tri em plena guerra.

Em 15 de setembro de 1973, Fidel Castro, então primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista e primeiro-ministro do governo revolucionário de Cuba, visita o Comitê Popular Revolucionário da província de Quang Tri (zona libertada do Vietnã do Sul). (Foto: VNA)

Há exatos 50 anos, em 15 de setembro de 1973, Fidel chegou a Quang Tri e tornou-se o primeiro e único líder a pisar na área recém-libertada do Vietnã do Sul, imediatamente após a assinatura (janeiro de 1973) dos Acordos. Paris sobre o fim da guerra e a restauração da paz no Vietnã..

Fidel Castro agita a bandeira vitoriosa da brigada Khe Sanh do Exército de Libertação Tri Thien-Hue, durante sua visita à zona libertada do Vietnã do Sul, em 15 de setembro de 1973. (Foto: VNA)

A imagem de Fidel Castro, vestido com o seu uniforme verde azeitona, no telhado de um antigo bunker inimigo, agitando a bandeira da Frente de Libertação Nacional do Vietnã do Sul, tornou-se uma grande fonte de encorajamento para o exército e o povo. maiores esforços para alcançar a libertação nacional e a reunificação.

Durante a sua histórica visita à Fortaleza 241 Tan Lam, também conhecida como Carol – uma grande base militar dos EUA recentemente libertada – Fidel declarou: “Pelo Vietnã, Cuba está disposta a dar até o seu próprio sangue!”

Durante sua visita à área recém-libertada do Vietnã do Sul, em 15 de setembro de 1973, Fidel Castro e a delegação do Partido e do governo revolucionário de Cuba tiraram uma foto ao lado da estação de segurança popular de Ben Hai (Foto: arquivo VNA )

Esta frase imortal do líder cubano torna-se um símbolo de solidariedade fraterna entre os dois povos e tocou o coração de milhões de pessoas conscientes em todo o mundo.

Da mesma forma, Fidel e o Partido Comunista de Cuba ajudaram o Vietnã no nobre espírito do internacionalismo. Imediatamente após a visita, o país latino-americano apoiou o seu irmão asiático na construção de muitas obras importantes, incluindo o Hospital Geral Dong Hoi, o Hotel Thang Loi, a granja avícola Luong My e a granja de gado Moc Chau e a fazenda Son Tay-Xuan. Rodovia Mai; enquanto enviava especialistas para construir a rota de Ho Chi Minh.

Durante mais de seis décadas, desde o estabelecimento dos laços diplomáticos bilaterais, os povos do Vietnã e de Cuba estiveram sempre lado a lado na luta pela independência e pela liberdade, bem como na causa da construção e protecção da Pátria socialista. cada país.

As relações políticas entre o Vietnã e Cuba estão em constante fortalecimento. Os líderes das duas Partes, Estados e Governos realizam periodicamente visitas mútuas, contribuindo para fortalecer eficazmente os laços bilaterais e expandir os intercâmbios entre ministérios e agências de ambas as partes.

O presidente da Assembleia Nacional do Vietnã, Vuong Dinh Hue, discursa na primeira sessão extraordinária da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba da Xª Legislatura em Havana, por ocasião do 62º aniversário da Vitória de Playa Girón , em 19 de abril de 2023 (horário local). (Foto: VNA)

As vigorosas relações político-diplomáticas entre os dois países também criaram um impulso para o desenvolvimento da cooperação económica e comercial. Nos últimos anos, o comércio bilateral anual atingiu entre 250 e 300 milhões de dólares.

O Acordo Comercial Vietnã-Cuba permite que ambas as partes continuem a expandir e diversificar as trocas comerciais, ao mesmo tempo que cria condições para a importação e exportação de bens e a entrada em ambos os mercados. Os dois países esperam que o valor do comércio bilateral atinja 500 milhões de dólares até 2025.

Em termos de investimento, o Vietnã é atualmente o maior investidor na região Ásia-Oceania em Cuba. Muitos projetos com investimento 100% estrangeiro e joint ventures entre os dois países foram estabelecidos e lançados. Muitas importantes empresas vietnamitas estão interessadas no mercado cubano e visitaram o país caribenho em busca de cooperação e oportunidades de investimento.

O Vice-Ministro das Relações Exteriores do Vietnã Ha Kim Ngoc (à direita) e o Primeiro Vice-Ministro das Relações Exteriores de Cuba Gerardo Peñalver Portal assinam o plano de consultas políticas entre os dois ministérios das Relações Exteriores para o período 2023-2025, durante a VII reunião de consultas políticas entre os ministérios das Relações Exteriores dos dois países (Foto: VNA)
O Vietnã promoveu a cooperação para ajudar Cuba a alcançar gradualmente a auto suficiência e garantir a segurança alimentar, através de projetos de apoio à produção de arroz, como o programa denominado Arroz Popular e Familiar e a cooperação para o desenvolvimento da produção de arroz alimentar nos períodos 2010-2015 e 2019. -2022. No contexto da eclosão da pandemia da COVID-19 e dos complicados acontecimentos no mundo, o povo vietnamita doou equipamento médico essencial e dinheiro a Cuba para unir forças com a Ilha na luta contra o mal. Entretanto, Cuba também enviou uma delegação de especialistas para ajudar o pessoal médico vietnamita na luta contra o mal.

Em termos de educação, Cuba concede anualmente inúmeras bolsas de estudo a estudantes vietnamitas, enquanto aos jovens cubanos são oferecidos cursos para aprender a língua e a cultura vietnamita na Universidade Nacional de Hanói.

O presidente da Assembleia Nacional do Vietnã, Vuong Dinh Hue, tira foto de lembrança com alunos da Escola Especial de Amizade Cuba-Vietnã, no dia 22 de abril de 2023. (Foto: VNA)

No coração do povo vietnamita, Cuba e Fidel Castro constituem símbolos do heroísmo revolucionário, do espírito de rebelião e da aspiração à liberdade e à felicidade. O Comandante-em-Chefe continuará a viver na causa da Revolução Cubana e das nações irmãs em todo o mundo.

Apesar de todo o seu amor por Fidel Castro, o Vietnã concedeu-lhe a Ordem da Estrela de Ouro (1982) e a Ordem de Ho Chi Minh (1989).

Fidel e o então primeiro-ministro Pham Van Dong em comício na cidade de Quang Tri para receber o líder da Revolução Cubana em sua visita à zona libertada do Vietnã do Sul, em 15 de setembro de 1973. (Foto: VNA)

 

 

O original em espanhol encontra-se em https://special.vietnamplus.vn/2023/09/15/vietnam-cuba-paradigma-de-relaciones-internacionales/

Tradução: Valter Xéu

FIQUE POR DENTRO