sábado, 20 julho, 2024

Maior fabricante de chips do mundo busca investir no Vietnã

Primeiro Ministro do Vietnã Pham Minh Chinh e Jensen Huang, Presidente e CEO da NVIDIA (Fonte: VNA)

Hanói (VNA) – A empresa americana NVIDIA, líder mundial em computação, quer estabelecer um centro e base no Vietnã para atrair talentos de todo o mundo, contribuindo para o desenvolvimento do ecossistema de semicondutores e inteligência artificial e promovendo startups para promover o futuro digital do país indochinês.

Este desejo foi feito por Jensen Huang, presidente e CEO da NVIDIA, durante o encontro aqui realizado no dia anterior com o primeiro-ministro vietnamita, Pham Minh Chinh, depois de valorizar muito o potencial e as oportunidades do Vietnã nos sectores dos semicondutores, inteligência artificial e especialmente recursos humanos especializados nestas áreas.

Além disso, ele apreciou a capacidade do Vietnã em software e as vantagens dos campos de semicondutores e inteligência artificial.

A NVIDIA, o fabricante de chips mais valioso com 1,2 bilhão de dólares, investiu cerca de 250 milhões de dólares no país da Indochina.

Maior fabricante de chips do mundo pretende investir no Vietnã hinh anh 2Na reunião (Fonte: VNA)

Por sua vez, Minh Chinh lembrou que o Vietnã e os Estados Unidos concordaram em fazer da ciência, tecnologia e inovação um pilar importante dos laços bilaterais.

O Vietnã tem atualmente seis mil engenheiros na indústria de semicondutores a trabalhar em empresas, nacionais e estrangeiras, e estabeleceu como meta formar 50 mil engenheiros qualificados até 2030, revelou.

Ele acrescentou que cerca de 30 mil vietnamitas estudam nos Estados Unidos todos os anos, ocupando o primeiro lugar entre os países do Sudeste Asiático e os cinco com mais estudantes estrangeiros naquele país norte-americano.

Na ocasião, sugeriu que a NVDIA determinasse uma visão estratégica de longo prazo para cooperar, acompanhar e apoiar o Vietnã no desenvolvimento e implementação da estratégia nacional de semicondutores.

Ele também recomendou focar na cooperação no investimento em infraestrutura, na construção de instalações de treinamento e centros de design e no desenvolvimento de chips semicondutores e produtos de inteligência artificial.

FIQUE POR DENTRO