segunda-feira, 20 maio, 2024

Vietnã celebra a vitória de Cuba em Playa Girón

Hanói, 19 de abril (Prensa Latina) A esmagadora vitória alcançada por Cuba sobre as tropas mercenárias organizadas e financiadas a partir de Washington nas areias de Playa Girón, faz hoje 63 anos, foi celebrada como sua nesta capital.

Representantes da Associação de Veteranos Truong Son-Ho Chi Minh, do Clube de Antigos Alunos Vietnamitas em Cuba e da União de Organizações de Amizade do Vietname (VUFO) deslocaram-se aqui à Embaixada de Cuba para, juntos, recordarem o histórico aniversário.

A vitória de Girón, alcançada sob a liderança do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, foi uma grande fonte de encorajamento para o movimento de libertação nacional no mundo, disse a segunda secretária e responsável pela Imprensa e Cultura da missão diplomática cubana, Dianet Doimeadiós. .

Esse acontecimento “foi uma vitória da justiça, que, de facto, se comprovou nas conquistas do povo cubano durante seis décadas de construção e desenvolvimento nacional”, sublinhou.

Lembrou que em 1963, após a precoce e importante vitória alcançada no início daquele ano pelo Exército de Libertação Popular na aldeia sul-vietnamita de Ap Bac, o próprio líder histórico da Revolução Cubana enviou a bandeira da vitória de Girón ao Batalhão 261 da força de guerrilha.

Desde então, destacou, o Batalhão 261-Girón tornou-se mais um símbolo da amizade inquebrantável entre os dois países.

Noutra parte das suas palavras, Doimeadiós quis dizer que “tal como na guerra de libertação do Vietname, a vitória de Girón marcou um marco na consolidação da Revolução Cubana e no carácter de unidade, independência e soberania da nação”.

Ratificou também o orgulho que representa a estreita relação entre o Vietname e Cuba, forjada no calor da batalha pela independência nacional, fundada na liderança de Ho Chi Minh e Fidel Castro, e que para o mundo de hoje constitui um exemplo de solidariedade e ajuda . mútuo no desenvolvimento económico e social.

Agradecemos, enfatizou, a solidariedade sincera, nobre e generosa dos nossos irmãos vietnamitas, expressa em todos os tempos e circunstâncias sob a liderança do Partido Comunista, e que simboliza um tesouro ainda mais valioso porque emana de um povo que admiramos por sua tradição altruísta de luta pela independência.

Na parte final do evento, em que foi projetado material cinematográfico sobre momentos fundamentais da importante vitória de abril de 1961 que encerrou a chamada Operação Plutão, o adido militar, naval e aéreo da missão estatal cubana, capitão Román Jiménez, leu o poema “Girón, um vulcão de vitória”, de Jesús Orta Ruiz, o índio Naborí.

FIQUE POR DENTRO