sábado, 20 julho, 2024

Líder vietnamita recebe embaixadores e encarregado de negócios da UE

O presidente da Assembleia Nacional do Vietname, Tran Than Man, e os novos embaixadores e encarregados de negócios da União Europeia. (Foto: VNA)

Hanói (VNA) – A União Europeia (UE) e os seus países membros são parceiros importantes na política externa do Vietname, afirmou o presidente da Assembleia Nacional (AN), Tran Thanh Man, ao receber hoje em Hanói os novos embaixadores e embaixadores encarregados. d’affaires do bloco continental no país.

Na reunião, o líder aplaudiu o bom histórico dos laços do Vietname com a UE e os seus países membros em todos os sectores.

A UE é atualmente um parceiro económico e de desenvolvimento muito importante do Vietname, o seu maior aliado em termos de ajuda não reembolsável, o seu terceiro maior mercado beneficiário, o seu quinto maior fornecedor de produtos e o seu sexto maior em investimento, disse

também Thanh Man. destacou o desenvolvimento frutífero das relações entre a AN e o Parlamento Europeu (PE), e disse que as duas partes continuarão a coordenar-se estreitamente para contribuir para a promoção da cooperação entre o Vietname e a UE.

Entre as propostas para promover de forma mais eficaz os laços bilaterais, o anfitrião instou os embaixadores e encarregados de negócios a continuarem a promover o intercâmbio de delegações a todos os níveis, com o objectivo de melhorar ainda mais a confiança política, a proximidade e a compreensão mútua, criando um motor impulsionador da cooperação. em todos os campos.

Ele instou a continuar a aumentar a eficácia dos mecanismos de cooperação e diálogo existentes, especialmente na via parlamentar, a fim de materializar o Acordo Global de Parceria e Cooperação Vietname-UE, o Acordo de Comércio Livre entre ambas as partes (EVFTA), bem como outros acordos entre Hanói e o grupo e os seus países membros.

Apelou à UE e aos seus Estados-Membros para que continuem a levantar a voz a favor da resolução de litígios no Mar do Leste por meios pacíficos, em conformidade com o direito internacional, incluindo a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (UNCLOS) de 1982, em busca da segurança e da liberdade de navegação marítima, pela paz, estabilidade e desenvolvimento na região e no mundo.

Aproveitou a oportunidade para solicitar a imediata eliminação do “cartão amarelo” imposto pela Comissão Europeia (CE) aos produtos da pesca vietnamitas.

Além disso, pediu aos embaixadores e encarregados de negócios que aumentem o intercâmbio, o contacto e a coordenação com os grupos parlamentares de amizade da AN; bem como funcionar como uma ponte importante para promover uma cooperação abrangente entre o Vietname e a UE.

Em nome dos diplomatas, o embaixador da UE no Vietname, Julien Guerrier, afirmou que o país indochinês é um dos parceiros importantes da UE na Ásia-Pacífico, particularmente no Sudeste Asiático.

Partilhando a avaliação do líder anfitrião sobre as relações entre a UE e o Vietname, afirmou que ambos os lados ainda têm muito potencial de cooperação em sectores como economia verde, economia digital e economia circular, agricultura, farmácia, assuntos judiciais, questões laborais, defesa – segurança, cooperação para o desenvolvimento e resposta às alterações climáticas.

A UE deseja reforçar a colaboração em matéria de segurança marítima, promovendo o cumprimento do direito internacional, especialmente a CNUDM de 1982, e respondendo a desafios não convencionais. Continuará a coordenar-se com as agências vietnamitas relevantes para promover o levantamento do “cartão amarelo” sobre os produtos do mar do país asiático, sublinhou.

FIQUE POR DENTRO