segunda-feira, 20 maio, 2024

Especialista indonésio destaca o papel do Vietnã na ASEAN

O experiente jornalista indonésio Veeramalla Anjaiah (Fonte: VNA)

O experiente jornalista indonésio Veeramalla Anjaiah destacou as contribuições do Vietnã para a unidade, paz e estabilidade da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) por meio de um artigo publicado no site eurasiareview.com.

Jacarta (VNA) – O experiente jornalista indonésio Veeramalla Anjaiah destacou as contribuições do Vietnã para a unidade, paz e estabilidade da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) por meio de um artigo publicado no site eurasiareview.com.

No texto, o autor avalia que, desde que ingressou na ASEAN em 1995, o Vietnã tornou-se gradativamente um membro ativo, motivado e responsável, o que se vê em suas contribuições práticas para a unidade, amadurecimento e crescimento do grupo. Alguns deles incluem a adoção da Carta da ASEAN de 2007, a Declaração de Hanói sobre a Visão da ASEAN 2020, a Visão da Comunidade da ASEAN 2025 e os Planos Diretores que implementam os três pilares de política de segurança, economia e sociocultura. Também ajudou a ASEAN a fazer parceria com parceiros não regionais, incluindo China, Rússia, Índia e União Européia (UE).

Ele enfatizou que a adesão do Vietnã à ASEAN tem implicações sociais, políticas, econômicas e de segurança cruciais. Integrou sua segurança com o resto do Sudeste Asiático e criou um ambiente favorável para o desenvolvimento econômico, o que aprimorou a industrialização e modernização nacional no contexto da integração regional. Isso elevou a imagem global do Vietnã, levando a uma maior influência nas negociações com superpotências como os Estados Unidos e a China. 

Em termos econômicos, graças a políticas prudentes e 17 acordos de livre comércio (FTAs), o Vietnã se tornou a economia que mais cresceu em 2022. Seu produto interno bruto cresceu 8,02% em 2022, enquanto o volume comercial totalizou 730 bilhões de dólares. Investidores estrangeiros estão colocando capital no Vietnã para aproveitar sua participação no Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica (CPTPP) e outros FTAs.  

O autor revelou que, nos últimos 28 anos, o Vietnã também se esforçou para garantir a paz e a reconciliação entre as nações da ASEAN, outrora profundamente divididas pela guerra. Ao mesmo tempo, ajuda a administrar as diferenças que surgem entre os países membros e promove uma posição e voz comuns nos assuntos regionais. Da mesma forma, contribui para ampliar as relações e promover a cooperação entre a ASEAN e seus parceiros, valorizando o papel internacional da ASEAN, especialmente seu papel central e decisivo em fóruns regionais, como o East Asia Summit (EAS), o Fórum Regional da ASEAN ( ARF) e a Reunião de Ministros da Defesa da ASEAN (ADMM).

Sobre a questão do Mar do Leste, uma rota marítima vital que liga os oceanos Índico e Pacífico, o Vietnã e outros membros da ASEAN defenderam o princípio da solução de controvérsias por meios pacíficos e o cumprimento dos padrões mencionados na Convenção das Nações Unidas. sobre a Lei do Mar de 1982 (UNCLOS), contribuindo significativamente para aumentar a estabilidade e a cooperação no Sudeste Asiático.

O Vietnã trabalhou arduamente para colocar o Mar do Leste na agenda da ASEAN e garantir que as disputas sejam tratadas de forma construtiva. Demonstrou apoio consistente à Declaração de Conduta das Partes no Mar do Leste (DOC) de 2002, aos Seis Princípios da ASEAN no Mar do Leste e ao Código de Conduta no Mar do Leste (COC). 

O jornalista indonésio esclareceu que o Vietnã é um país amante da paz e deseja resolver todas as suas disputas no Mar do Leste por meio da cooperação com a ASEAN e as Nações Unidas para manter a paz e a estabilidade na região. Além disso, o país da Indochina apoia firmemente a Indonésia como presidente da ASEAN em 2023 e os esforços contínuos da ASEAN para assinar o COC com a China, observou ele

FIQUE POR DENTRO