quarta-feira, 29 maio, 2024

Primeiro-ministro apoia abertura da Câmara de Comércio e Indústria Brasileira no Vietnã

Encontro entre o primeiro-ministro Pham Minh Chinh e empresas brasileiras. (Foto: VNA)

São Paulo, Brasil (VNA) – O primeiro-ministro Pham Minh Chinh afirmou que o Vietnã apoia plenamente a abertura da Câmara de Comércio e Indústria Brasileira no país para promover a cooperação, investimentos e negócios entre os dois lados, durante seu diálogo com empresas brasileiras em São Paulo.

No colóquio realizado no dia 24 de setembro por ocasião de sua visita oficial ao Brasil, Minh Chinh apresentou sobre o ambiente de investimentos no Vietnã e as relações entre os dois países.

Após 35 anos do estabelecimento de relações diplomáticas, especialmente desde a elevação dos seus laços a uma associação abrangente em 2007, os laços bilaterais desenvolveram-se positivamente em todos os domínios. A relação política foi fomentada, enquanto os laços comerciais cresceram continuamente.

O Vietname e o Brasil são os maiores parceiros comerciais um do outro nas regiões do Sudeste Asiático e da América do Sul, com o comércio bilateral atingindo um recorde de 6,78 mil milhões de dólares em 2022.

Premier apoia abertura da Câmara Brasileira de Comércio e Indústria no Vietnã hinh anh 2O primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh. (Foto: VNA)

No entanto, o investimento entre os dois países é modesto. O Brasil tem seis projetos em curso no Vietname com um capital social de 3,83 milhões de dólares, enquanto o país indo-chinês registou apenas um projeto com um investimento de 300 mil dólares.

Relativamente à política de investimento do Vietname, o Primeiro-Ministro Pham Minh Chinh confirmou que o país dá prioridade a projectos de alta tecnologia, inovação, investigação para o desenvolvimento, que contribuem para a promoção da economia digital e do progresso socioeconómico sustentável do Vietname.

Ele opinou que as duas economias do Vietnã e do Brasil têm muitos campos e produtos altamente complementares, como energia, aviação, agricultura, infraestrutura, saúde, biologia, mineração. Em particular, o Brasil pode tornar-se uma ponte para ajudar o Vietname a aceder aos mercados dos países latino-americanos, bem como ao Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Ao mesmo tempo, o Vietnã será uma ponte para o Brasil penetrar no mercado da ASEAN com mais de 650 milhões de habitantes e outro maior com 800 habitantes do Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica (CPTPP) do qual é membro.

No futuro, sugeriu que as duas partes promovam um amplo intercâmbio de informações sobre as políticas relacionadas com o investimento de cada país e as áreas prioritárias de cooperação; e coordenar a implementação de programas de promoção comercial para criar condições para que as empresas compreendam melhor o ambiente e as oportunidades de investimento de cada país.

Ele convidou as empresas brasileiras a investirem na indústria de transformação, alta tecnologia, desenvolvimento de infraestrutura, agricultura – silvicultura – pesca, energias renováveis, tecnologias de informação, produtos farmacêuticos, biologia, construção e serviços.

O governo vietnamita criará condições favoráveis ​​para que os investidores brasileiros façam investimentos bem-sucedidos, sustentáveis ​​e de longo prazo no Vietnã, afirmou.

Por sua vez, as empresas brasileiras afirmaram querer cooperar com o Vietname na agricultura, processamento de alimentos, energias renováveis ​​e aeroespacial.

A Câmara de Comércio e Indústria Brasileira desejava estabelecer um escritório no Vietnã para promover a cooperação comercial e industrial entre os dois países. A proposta recebeu o apoio do primeiro-ministro Pham Minh Chinh.

Premier apoia abertura da Câmara Brasileira de Comércio e Indústria no Vietnã hinh anh 3O primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh, visita o Corinthians Paulista Football Club. (Foto: VNA)

Nesta ocasião, o Chefe do Governo Vietnamita visitou o Corinthians Paulista Football Club , onde afirmou que a cooperação entre os dois países nos campos desportivo, cultural e turístico é ilimitada.

Ele propôs que o Brasil, em geral, e o Corinthians Paulista, em particular, promovam a cooperação e apoiem o desenvolvimento do futebol vietnamita. 

FIQUE POR DENTRO