terça-feira, 31 janeiro, 2023

Empresários do Vietnã testemunham carinho especial por Cuba

Hanói (Prensa Latina) Os empresários vietnamitas testemunharam hoje seu especial afeto e sentimentos de fraternidade para com Cuba e ratificaram sua disposição de contribuir para que a ilha repare os danos materiais deixados pelo recente desastre ocorrido em Matanzas.

O Vietnã sempre admirou o espírito combativo e heróico, a firmeza e a fé na vitória do povo cubano, afirmou o vice-ministro da Construção Nguyen Van Sinh, que também expressou sua plena convicção de que, mais uma vez, Cuba saberá se recuperar as dificuldades e seguir em frente.

Van Sinh disse que falava em nome do próprio Ministério, que é responsável pela Comissão Intergovernamental Vietnã-Cuba, o Ministério das Relações Exteriores e a Comissão de Relações Internacionais do Partido Comunista (PCV), a União de Organizações de Amizade e inúmeras empresas que manifestaram a sua solidariedade com a ilha.

Indicou que entre estes últimos há vários que colaboram há muitos anos com Cuba; mas aqueles que ainda não mantêm esses vínculos também quiseram mostrar seu afeto e respeito e expressar suas mais profundas condolências ao fraterno povo cubano pelos graves danos materiais e humanos causados pelo violento incêndio, disse.

Representantes de mais de uma dúzia de empresas entregaram ao embaixador cubano no Vietnã, Orlando Hernández Guillén, doações no valor total de 3,2 bilhões de dong (cerca de 136.000 dólares) e 4.000 euros, como contribuição para aliviar os danos do incidente na base do superpetroleiro em Matanças.

Mais uma vez cumpre-se o conhecido provérbio de que os verdadeiros amigos provam-se nos momentos mais difíceis, sublinhou o diplomata ao agradecer o gesto.

Aqui, observou Hernández Guillén, pudemos mais uma vez constatar e testemunhar a sólida e incondicional amizade, os sentimentos de solidariedade e militância combativa do povo, do Partido Comunista e do Governo do Vietnã em relação ao nosso país,

O chefe da missão cubana fez com que os principais dirigentes deste país do sudeste asiático fossem os primeiros a expressar suas condolências pelo incidente e elogiou as manifestações espontâneas de solidariedade que vêm ocorrendo aqui desde que a notícia foi conhecida.

Cuba, assim como superou a pandemia do Covid-19; que enfrenta e resiste às agressões e ao bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos, também saberá se antecipar a esse infortúnio, concluiu o embaixador.

Em 5 de agosto passado, um raio atingiu um dos gigantescos tanques de petróleo bruto da base de superpetroleiros na cidade de Matanzas, no oeste cubano, desencadeando um incêndio violento que só pôde ser extinto uma semana depois, causando o maior desastre industrial do país.

FIQUE POR DENTRO